Projeto Macadar é prioridade para Rio Grande

11/11/2019 17:11 • Portos

Aconteceu na última sexta-feira, 08, o evento “Novos Rumos para a Revitalização do Porto Velho do Rio Grande” no Acervo Histórico do Porto do Rio Grande. O evento que comemorou o Dia Mundial do Urbanismo foi organizado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil Núcleo Rio Grande. Para finalizar, uma mesa redonda debateu o futuro do Projeto Macadar e a retomada de uma Comissão para tratar do tema de forma objetiva considerando o projeto como uma prioridade para Rio Grande.

O Projeto Macadar foi o vencedor de um concurso promovido pela Superintendência e coordenado pelo IAB em 1998. O objetivo era um projeto para revitalização de parte do centro histórico da cidade. Desde então, os entes públicos buscam a viabilidade financeira para que finalmente ocorra a revitalização desse espaço garantindo uma nova utilização para os armazéns do Porto.

Ao final, um painel com a presença do superintendente dos Portos, Fernando Estima, do prefeito Municipal, Alexandre Lindenmeyer, do presidente do IAB Rio Grande, Guilherme Dias, dos arquitetos Raul Macadar, Márcio Lontra e Tiago da Silva debateu o projeto. O prefeito Alexandre Lindenmeyer realizou uma explanação de tudo o que ocorreu desde que assumiu o Paço Municipal. “Rio Grande perdeu o Monumenta I, o Monumenta II e o PAC Cidades Históricas, tudo isso por conta de ter assegurado um recurso de R$ 18 milhões do BNDES para o desenvolvimento desse projeto”, recordou. Lindenmeyer ressaltou ainda as dificuldades do cais, que teria sido um dos empecilhos para a liberação do recurso e a consequente perda da verba.

Fernando Estima, que assumiu a autarquia em janeiro deste ano, afirmou que colocou esse projeto como uma das prioridades desde sua primeira reunião com o prefeito Municipal. Afirmou que já realizou um alinhamento de responsabilidades com o Executivo para que o projeto pudesse ser tratado em várias frentes e anunciou um grupo de trabalho que terá como objetivo encontrar a viabilidade do projeto. “Eventos como esse são marcos e acho que a retomada desse grupo a partir daqui será essencial para obtermos o sucesso e a efetivação da revitalização”

Entre os nomes preliminares desse grupo de trabalho estão: Darlene Torrada, do Gabinete de Programas e Projetos Especiais; Márcio Lontra, do IAB; Artur Gibbon, diretor do Oceantec/FURG; Sérgio Estima, diretor do NEMA; Renato Lima, diretor da CDL Rio Grande e; Jeferson Dutra, engenheiro dos Portos RS. O grupo ainda contará com as presenças do superintendente dos Portos RS, Fernando Estima; do diretor do circuito de Museus da FURG e Fundação Cidade do Rio Grande, Lauro Barcellos e do arquiteto proponente, Raul Macadar.

Durante o evento, ainda, foram realizadas diversas palestras abordando a importância da utilização sustentável dos espaços públicos. Foram palestrantes: a geógrafa Perla Duarte de Couto – UFRGS, a arquiteta e urbanista Eliza Antochevis – IAB, a arquiteta e urbanista Ana Lucia Costa de Oliveira – UFPEL e, o arquiteto e urbanista Tiago Holzmann da Silva – CAU-RS.