Sábado, 24 de julho de 2021
Porto de Itaguaí recebe visita do governador em exercício do RJ

Complexo portuário poderá se tornar um dos principais polos para escoamento de gás produzido nos campos de pré-sal

Em visita ao Porto de Itaguaí, nesta sexta-feira (5), o governador em exercício, Cláudio Castro, tratou de projetos do setor de gás para o cluster de Itaguaí com executivos de empresas atuantes no complexo portuário de Itaguaí, representantes do município e a Diretoria da Companhia Docas do Rio de Janeiro. Durante o encontro, Castro defendeu as parcerias público-privadas para o desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro e afirmou que a missão do Governo para incentivar novos negócios e gerar empregos é investir em infraestrutura e melhorar a legislação tributária.

Por parte da CDRJ, estiveram presentes o diretor-presidente Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira; o diretor de Negócios e Sustentabilidade, Jean Paulo Castro e Silva; o diretor de Gestão Portuária, Mario Povia; e o superintendente de Gestão Portuária de Itaguaí e Angra dos Reis, Alexandre Neves. Cláudio Castro estava acompanhado do secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Leonardo Soares.

Atualmente, 55,8% da produção nacional de gás natural é proveniente do Rio de Janeiro. Por isso, o Porto de Itaguaí poderá se tornar um dos polos de escoamento dessa produção. “A perspectiva é de um crescimento ainda mais significativo da produção de gás nos próximos anos, principalmente nos campos do pré-sal. Temos dois grandes desafios: o escoamento da produção e a monetização do grande volume que será produzido, preferencialmente através da chegada de novas indústrias, aquecendo a cadeia econômica local”, afirmou Cláudio Castro.

O governador em exercício lembrou que o Plano Indicativo de Processamento e Escoamento de Gás Natural (PIPE) da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) inclui, dentre as alternativas para escoamento de gás, duas rotas (4B e 5C) de gasodutos cujos destinos são o Porto de Itaguaí. A Rota 4B ligaria o polo de produção do pré-sal na Bacia de Santos ao Porto de Itaguaí. Já a Rota 5C ligaria o polo de produção do pré-sal na Bacia de Campos ao Porto de Itaguaí.

A interligação do porto de Itaguaí com as bacias produtoras de óleo e gás do pré-sal não só transformará Itaguaí num hub para a distribuição da produção do pré-sal, como também proporcionará a geração de energia barata para as indústrias já instaladas na região e, certamente, atrairá novas. Isso impulsionará o desenvolvimento industrial do sul fluminense, tornando o projeto das Rotas 4B e 5C de grande importância estratégica para a retomada do crescimento do estado no pós crise.

“Com localização estratégica, o Porto de Itaguaí já se destaca nacionalmente e internacionalmente como o porto público que mais movimenta minério de ferro no Brasil. O gás ampliará a importância de Itaguaí na economia do Rio de Janeiro, tornando o porto um dos principais polos para escoamento da produção do pré-sal”, explicou Castro.

Fonte:
https://www.revistaintermarket.com.br/porto-de-itaguai-recebe-visita-do-governador-em-exercicio-do-rj/