Quarta, 22 de setembro de 2021
Plataforma P-70, na Bacia de Santos, alcança capacidade de projeto com apenas quatro poços

A P-70, localizada no campo de Atapu, na porção leste do pré-sal da Bacia de Santos, atingiu em 12/07 sua capacidade de projeto de 150 mil barris por dia, com a contribuição de apenas quatro poços produtores, em pouco mais de um ano após a entrada em produção. Esse resultado confirma a excelente produtividade dos reservatórios do campo e reflete a atuação eficiente e competitiva da Petrobras para maximizar o potencial dos ativos, promovendo mais retorno para a empresa e para a sociedade através da geração de empregos e pagamento de impostos

A P-70, plataforma própria, é o quinto FPSO (unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo e gás) da série dos replicantes e possui capacidade para tratar até 6 milhões de m³ de gás natural. A unidade opera a cerca de 200 km da costa do estado do Rio de Janeiro, em lâmina d’agua de 2.300 m. Com elevada performance operacional, esta unidade instalada no campo de Atapu segue contribuindo para o crescimento da produção no pré-sal, que se torna cada vez mais relevante para a Petrobras.

A jazida compartilhada de Atapu compreende os campos de Oeste de Atapu, Atapu e uma parcela de área não contratada da União. A Petrobras detém 89,257% dos direitos da jazida em parceria com Shell Brasil Petróleo Ltda (4,258%), TotalEnergies EP Brasil Ltda (3,832%), Petrogal Brasil S.A (1,703%) e PPSA, representando a União (0,950%).


https://www.revistaintermarket.com.br/plataforma-p-70-na-bacia-de-santos-alcanca-capacidade-de-projeto-com-apenas-quatro-pocos/
Opinião dos leitores

Deixe aqui uma resposta