Pitaia Bank lança máquina que aceita Criptomoeda

28/10/2019 15:10 • Sem categoria

A fintech brasileira Pitaia Bank, identificada como o primeiro banco digital brasileiro a usar o blockchain em suas transações, anuncia o lançamento de sua máquina de POS que aceita pagamentos em Criptomoeda, assim como em Reais.

O projeto começa com um lote de 1 mil máquinas, para uso do aparelho é cobrado um aluguel. Além da entrada para cartão, para quem quiser pagar no crédito ou débito, a máquina possibilita ao comerciante/varejista aceitar pagamentos em Criptomoeda, o aparelho conta com conexão Wi-Fi e 3G.

“O lojista vai gerar um QR code na tela da máquina e o código precisará ser lido pelo smartphone do consumidor, através do aplicativo da Pitaia Bank, utilizando o saldo que tiver em sua carteira digital.”, exemplifica a CEO da marca, Simone Abravanel. 

O público-alvo da fintech para as máquinas são estabelecimentos comerciais que tenham histórico de antecipação de recebíveis. A taxa por transação vai variar de acordo com o giro do lojista.

A fintech cresce a passos largos, fundada em setembro do ano passado como uma corretora de Criptomoedas. Já conta com aplicativo, conta digital, máquina de POS, entre outros produtos.

“Nosso objetivo é democratizar as criptomoedas no mercado financeiro como todo. Temos projetos ambiciosos de expansão em vários setores para os próximos meses.”, destaca Abravanel.

Todo o processo de abertura de uma conta digital na Pitaia é feito via aplicativo, em questão de minutos. Os usuários podem manter saldos separados em Reais e em Bitcoins. A qualquer momento pode comprar ou vender a criptomoeda, usando a Pitaia como corretora.

“A ideia era centralizar tudo em um único canal, oferecendo uma melhor experiência ao usuário. É desconfortável quando você precisa usar muitos aplicativos para realizar uma única tarefa, por isso, nosso cliente pode ter sua conta em Reais e Bitcoins, consegue comprar e vender, pagar boletos, recarregar celular, enfim, fazer todo o processo dentro de uma mesma plataforma.”, diz Abravanel.

A plataforma cobra a taxa pela intermediação a cada conversão de Reais em Bitcoins e vice-versa. Dentro do aplicativo também é possível realizar pagamentos de boleto e recarga de celular. Todas as transações internas do banco são registradas em blockchain.

Um dos grandes diferenciais da Pitaia é o atendimento, que acontece via conta verificada no WhatsApp, 24 horas por dia. A startup conta com uma equipe própria de atendentes. “Este é um diferencial para crescermos. Tudo se resume a experiência do seu usuário”, afirma Abravanel. 

Sobre a Pitaia Bank

Primeiro banco digital desenvolvido com tecnologia blockchain no Brasil. A Pitaia Bank chega para atender amantes de criptomoedas marginalizados por grandes instituições financeiras. Um grupo focado em inovações nas áreas de serviço financeiros para consumidores e empresas, realizando transações financeiras e gerenciamento de ativos através da tecnologia blockchain. A equipe é formada por advisors, investidores de mercado de alta tecnologia, do mercado financeiro tradicional e de ações.