Sábado, 24 de julho de 2021
Petrobras recebe propostas comerciais para construção da P-78 e P-79

A Petrobras recebeu no dia 1º de fevereiro as propostas comerciais das empresas pré-qualificadas para a licitação de construção das plataformas P-78 e P-79, que vão operar no campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos. Foram recebidas três propostas, formuladas pelas empresas Keppel (Singapura), Samsung (Coréia do Sul) e Daewoo (Coréia do Sul). Faz parte dos planos apresentado pelas licitantes a contratação de companhias nacionais, como os estaleiros Brasfels (Angra dos Reis – RJ) e  EBR (São José do Norte – RS). Todos os grupos proponentes confirmaram o atendimento ao conteúdo local de 25% e apresentaram indicação de serviços a serem executados no Brasil através de parceria ou subcontratação de empresas nacionais. O índice de conteúdo local é requisito previsto em edital e compromissado com a ANP para o Excedente de Cessão Onerosa do campo de Búzios.

As plataformas P-78 e P-79 são do tipo FPSO, sigla em inglês para a unidade que produz, armazena e transfere petróleo e gás. As unidades farão parte da nova geração de plataformas da Petrobras, que incorpora melhorias e  lições aprendidas com a experiência nos últimos 10 anos no pré-sal e em outros projetos offshore. O processo de licitação segue a Lei 13.303/2016 e teve início em julho de 2020, com a participação de 10 empresas nacionais e internacionais, todas com reconhecida experiência e capacidade técnica e financeira compatível  com a construção requerida. As atuais estratégias de contratação e construção adotadas pela Petrobras têm por objetivo evitar atrasos nas entregas dos sistemas e acelerar o início do desenvolvimento das áreas de produção. 

As propostas recebidas nessa semana estão em fase de julgamento pela Comissão de licitação. Em seguida, será iniciado processo de negociação de condições mais vantajosas à Petrobras, como previsto no Regulamento de Licitações e Contratos da Petrobras. A previsão é de que as propostas finais para construção das duas unidades sejam aprovadas no primeiro semestre de 2021. O início da operação das plataformas está previsto para 2025, com capacidade para processar diariamente 180 mil barris de óleo e 7,2 milhões de m3 de gás, cada uma.  

Fonte:
https://www.revistaintermarket.com.br/petrobras-recebe-propostas-para-construcao-da-p-78-e-da-p-79/