Sábado, 24 de julho de 2021
Petrobras informa sobre reservas provadas em 2020

A Petrobras informa que suas estimativas de reservas provadas de óleo, condensado e gás natural, segundo critérios da SEC (US Securities and Exchange Commission), resultaram em 8,816 bilhões de barris de óleo equivalente (boe), em 31 de dezembro de 2020. Deste total, 86% são de óleo e condensado e 14% de gás natural.

Em 2020, foram incorporadas novas reservas em função da aprovação de novos projetos e do bom desempenho dos reservatórios, com destaque para o pré-sal da Bacia de Santos, resultando em uma apropriação equivalente a 101% da produção do ano. Esse efeito foi amortecido pelo impacto negativo derivado da redução de 32% do preço do petróleo em 2020, que é projetado como preço futuro, conforme critérios da SEC.

Considerando o balanço entre a reposição positiva e o impacto negativo, e desconsiderando o efeito dos ativos vendidos em 2020, a reposição de reservas ficou em 29% da produção desse ano.

A venda de ativos em 2020 está alinhada à maximização de valor do portfólio, com foco em ativos de classe mundial em águas profundas e ultraprofundas, e o impacto não foi relevante no valor total das reservas.

As reservas de 2020 ainda não consideram novos projetos a serem implantados em decorrência da aquisição do Excedente da Cessão Onerosa. Tais volumes serão incorporados após a assinatura dos acordos de coparticipação dos campos de Búzios e Itapu.

A evolução das reservas provadas, em bilhões de barris de óleo equivalente, consta no gráfico abaixo.

O indicador R/P (relação entre as reservas provadas e a produção) é de 9,6 anos.

A Petrobras, historicamente, submete à certificação pelo menos 90% de suas reservas provadas segundo o critério SEC. Atualmente, a empresa certificadora é a DeGolyer and MacNaughton (D&M).

A Petrobras também estima reservas segundo o critério ANP/SPE (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis / Society of Petroleum Engineers). Em 31 de dezembro de 2020, as reservas provadas segundo este critério atingiram 9,427 bilhões de barris de óleo equivalente.

As diferenças entre as reservas estimadas pelos critérios ANP/SPE e SEC estão associadas, principalmente, à utilização de diferentes premissas econômicas e à possibilidade de se considerar como reservas, no critério ANP/SPE, os volumes previstos de serem produzidos além do prazo contratual de concessão nos campos do Brasil, de acordo com o regulamento técnico de reservas da ANP. 


https://www.revistaintermarket.com.br/petrobras-informa-sobre-reservas-provadas-em-2020/