Quarta, 27 de outubro de 2021
Porta-contêineres de 200 mil toneladas encalha no Canal de Suez e causa congestionamento

Embarcação Ever Given, com 400 metros, foi atingida por fortes rajadas de vento e encalhou;

Ao menos oito rebocadores trabalham no socorro de um navio que encalhou na terça-feira (23/3/21) no Canal de Suez, no Egito, e está bloqueando o trânsito numa das vias mais importantes para o tráfego fluvial do mundo.

O navio Ever Given, que foi construído em 2018, pesa mais de 200 mil toneladas. Ele encalhou depois que foi atingido por rajadas de vento por volta das 7h40 (2h40, no horário de Brasília) de terça-feira. Ele ia do Mar Vermelho para o Mediterrâneo, mas rua rota era da China para o porto de Rotterdam, na Holanda.

Fluxo do canal

Segundo a SCA, cerca de 12% do volume do comércio mundial passa pelo canal artificial. Em 2020, passaram pela via quase 19 mil navios, com uma tonelagem líquida de 1,17 bilhão de toneladas. Isso dá uma média de 51,5 navios por dia.

Petroleiros se aglomeraram perto do Canal de Suez enquanto esperavam a movimentação dos navios. “Isso pode ter um impacto muito grande no frete. Se durar mais, pode levar a atrasos nos embarques nos dois sentidos”, disse um corretor de navios de Cingapura.

O impacto sobre os fluxos de petróleo e gás dependerá de quanto tempo levará para limpar o navio, segundo fontes da indústria.

“Se se estender por semanas é claro que interromperá todos os embarques de uma forma importante”, disse Ashok Sharma, diretor-gerente da corretora de navios BRS Baxi, com sede em Cingapura.

“Mas acho que deve haver recursos suficientes disponíveis para lidar com a situação rapidamente, em dias ao invés de semanas”, completou..

Dois navios metaneiros (que transportam gás natural liquefeito) estão presos no canal, incapazes de atravessá-lo. A previsão é de que nesta quinta-feira (25) o número aumente para seis embarcações presas no canal artificial do Egito, segundo corretor de navios que está em Cingapura.

Mega navio de 400 metros de comprimento encalhou no Canal de Suez Foto: AFP

O que disse a empresa dona do navio

A empresa japonesa Shoei Kisen KK, dona do navio encalhado no Canal de Suez, no Egito, desde terça-feira (23) se desculpou pelo transtorno, que afeta o comércio global. Toshiaki Fujiwara, da companhia japonesa Shoei Kisen Kaisha disse à agência AFP que o trabalho de transpor o Ever Given tem sido “extremamente difícil”, mas que está “trabalhando duro para resolver a situação”.

Na manhã desta quinta-feira (25/3), a Autoridade do Canal de Suez (SCA) informou que suspendeu temporariamente a navegação até que o porta-contêineres seja reflutuado. Segundo a Leth Agencies, uma das principais prestadoras de serviços da travessia, ao menos 150 navios foram afetados pelo congestionamento e bloqueio na hidrovia.

De acordo com a operadora da embarcação, a empresa de transporte taiwanesa Evergreen Marine Corp., o navio encalhou após ser atingido por fortes rajadas de vento que desviaram o casco. Oito rebocadores retomaram o trabalhou no local na manhã desta quinta-feira, na tentativa de retirar a embarcação na maré alta.

Peter Berdowski, chefe de uma das empresa que atua na área, alertou que há possibilidade do trabalho durar semanas e que os contêineres podem ter que ser retirados para aliviar a carga. “É como uma enorme baleia encalhada. É um peso enorme na areia. Podemos ter que trabalhar com uma combinação de redução de peso removendo contêineres, óleo e água do navio, rebocadores e dragagem de areia”, disse em entrevista à uma emissora de TV holandesa.

Sobre o Canal de Suez

Inaugurado em 1869, o canal garante a passagem de 10% do comércio marítimo internacional. Apenas em 2020, cerca de 19 mil navios utilizaram a passagem.

Idealizado por Ferdinand de Lesseps, um empresário e diplomata francês, o colossal projeto levou dez anos de trabalho, entre 1859 e 1869, com a participação de um milhão de egípcios, de acordo com as autoridades.

Historiador marítimo baseado no estado americano da Carolina do Norte, Sal Mercogliano disse à BBC que incidentes como este são raros, mas podem ter “enormes desdobramentos para o comércio global. Este é o maior navio que já encalhou no Canal de Suez. Se eles não conseguirem puxá-la para fora na maré alta, vão ter que começar a retirar a carga”. Mais de 50 navios passam pelo canal diariamente.

Fonte:
https://www.revistaintermarket.com.br/navio-porta-conteineres-encalha-no-canal-de-suez-e-causa-congestionamento/
Opinião dos leitores

Deixe aqui uma resposta