Quarta, 22 de setembro de 2021
Modec e Toyo entram em negociações por aliança para embarcações FPSO

A MODEC disse na quinta-feira, 15 de julho, que as duas empresas chegaram a um acordo para assinar um Memorando de Entendimento (MOU) para entrar em discussões e conduzir o Estudo de Viabilidade (FS) sobre a aliança no negócio de Engenharia, Aquisição, Construção e Instalação (EPCI) para embarcações FPSO.

Sujeito ao resultado da discussão e FS, a aliança de negócios também contempla o estabelecimento de uma empresa conjunta até o final de 2021.

A MODEC acredita que a demanda potencial por FPSOs deverá permanecer consistente com a demanda global por petróleo e gás e o desenvolvimento de novos projetos também deverá prosseguir de forma constante. Portanto, MODEC e TOYO reconhecem os papéis importantes que desempenham, fornecendo energia estável por meio do negócio FPSO.

Além disso, ambas as empresas reconhecem que os esforços para realizar uma sociedade descarbonizada e MODEC e TOYO aspiram a explorar em um novo negócio, bem como desenvolver novas tecnologias para FPSOs de próxima geração através das sinergias das duas empresas.

As principais expectativas em relação à aliança de negócios incluem o aprimoramento dos recursos de engenharia e gerenciamento de projetos e a otimização dos recursos humanos e da estrutura organizacional.

As expectativas também incluem capacidades de alavancagem para lidar com vários projetos de grande escala, ofertas mais competitivas em termos de custos para proteger projetos e aumentar a lucratividade dos negócios de EPCI por meio de iniciativas eficientes de estimativa/redução de custos.

Finalmente, as duas empresas estarão desenvolvendo novas tecnologias aplicáveis aos FPSOs de próxima geração e explorando novas tecnologias e oportunidades de produtos em mercados em crescimento para a realização da sociedade descarbonizada.

A empresa japonesa também ganhou recentemente um contrato para entregar um dos maiores FPSOs já entregues ao Brasil para o projeto Bacalhau da Equinor. A MODEC também fornecerá à Equinor os serviços de operação e manutenção do FPSO durante o primeiro ano de sua primeira produção de petróleo, após o qual a Equinor planeja operar o FPSO até o final do período de licença em 2053.

Fonte:
https://www.revistaintermarket.com.br/modec-e-toyo-entram-em-negociacoes-por-alianca-para-embarcacoes-fpso/
Opinião dos leitores

Deixe aqui uma resposta