Sábado, 24 de julho de 2021
Marinha e SPA homologam navio de 366 metros no Porto de Santos

Em solenidade na sede da autoridade portuária, BTB celebra o recebimento deste tipo de navio porta contêiner para ampliar a competitividade do setor

Representantes da Brasil Terminal Portuário (BTP) participaram, ontem (23), na sede da autoridade portuária, da solenidade de entrega do termo de homologação para receber navios porta contêineres de 366 metros de comprimento no canal de navegação santista. A autorização foi concedida pela Marinha do Brasil à Santos Port Authority (SPA) e aumenta o limite de 340 metros de comprimento para navios, até então os maiores permitidos para atracação.

A Empresa celebrou a conquista, destacando  sua importância para um ambiente mais competitivo “Demos um importante passo na direção de elevar o Porto de Santos a um novo patamar de eficiência” afirmou Ricardo Arten, CEO da BTP. “Nós acreditamos no País, e queremos continuar investindo no desenvolvimento da infraestrutura operacional. Mas só conseguiremos atender às demandas crescentes do comércio exterior, se estivermos preparados” completou.

A BTP possui um cais contínuo de 1.108 metros, com capacidade para receber, simultaneamente, três navios dessa categoria de porta contêiner de 366 metros, os chamados new panamax class. Já seus berços estão preparados para atingir profundidade de até 17 metros. De acordo com o diretor de Operações, Marcio Guiot “Com a autorização para receber a geração do 366, que já se planeja para a costa brasileira, nossas condições operacionais também se tornam mais efetivas, com melhor utilização do cais da BTP”. 

O navio-tipo 336 comporta um quantidade máxima de 9 mil TEUs, já geração de 366 tem capacidade de embarcar 14 mil TEUs. Em maio de 2016, a BTP enfrentou uma restrição no seu calado, causando perdas operacionais significativas pela limitação ao recebimento de navios homologados de 336m, que à época já representava cerca de 45% das escalas do terminal. “A nova homologação do 366 é um marco para o nosso setor. Contudo, ainda mais importante que essa conquista é a garantia de que teremos aprofundamento e manutenção permanente no calado, para impulsionar a efetividade na movimentação em todo o cais santista e os altos níveis de performance operacional do terminal” concluiu.

A expectativa da empresa é que a autorização para navegabilidade dos navios 366, concedida no dia de ontem, já comece a surtir efeito nos navios planejados para atender aos serviços com destino ao terminal.

Sobre a BTP

Em operação desde 2013, a BTP – terminal privado de uso público – se consolidou como o maior terminal de contêineres da América do Sul. Localizada no Porto de Santos, a Empresa foi responsável pela remediação de um dos maiores passivos ambientais do País e, atualmente, possui capacidade de movimentação anual de 1,5 milhão de TEUs. Com 1.108 metros de cais, preparado para receber três navios da new panamax class simultaneamente, o terminal atende embarcações com rotas para todos os continentes, além de serviços de cabotagem e feeder. Joint-venture entre a APM Terminals e a TIL, a BTP detém as certificações internacionais OEA (Operador Econômico Autorizado), ISO 9001:2015 (Qualidade), ISO 14001:2015 (Meio Ambiente) e OHSAS 18001: 2007 (Segurança e Saúde Ocupacional).

Fonte:
https://www.revistaintermarket.com.br/marinha-e-spa-homologam-navio-de-366-metros-no-porto-de-santos/