Quarta, 14 de abril de 2021
Tráfego em ponte no São Francisco é aberto após retomada das obras de duplicação da BR-101/Nordeste

Obra que estava parada desde 2017 foi retomada com a duplicação da via de ligação e encabeçamento da ponte

Sergipe e Alagoas contam com uma nova rota para travessia do Rio São Francisco. O presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o diretor-geral do DNIT, general Santos Filho, liberaram, nesta quinta-feira (28), o acesso à nova ponte construída sobre o São Francisco, na BR-101, na divisa entre os dois estados. A estrutura, que liga a cidade sergipana de Propriá e a alagoana Porto Real do Colégio, foi liberada com a conclusão das obras de duplicação em concreto da via de ligação e o encabeçamento da ponte, iniciadas em 2019.

Para o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, obras em andamento e que precisam ser concluídas estão entre as premissas estratégicas desde o início da atual gestão do Governo Federal. “Essa obra estava parada, e um dos pilares do Ministério da Infraestrutura, além de determinação do presidente, é a retomada de obras que não estavam performando. Esse é mais um esforço do governo, mais uma obra que a gente retomou e está entregando à sociedade”, destacou Freitas.

Com investimentos de R$ 21 milhões, as obras do encabeçamento foram retomadas no primeiro semestre de 2019 e finalmente integram a ponte ao mais importante corredor do Nordeste, ligando seis estados da região. Com as obras executadas será possível transferir o movimento de carros da estrutura antiga – que também recebeu serviços de revitalização e funcionará como via marginal – para a nova ponte, de pista dupla. Ela é o único meio de transposição rodoviária pelo rio para motoristas que transitam pela BR-101.

Com essa entrega, o governo Bolsonaro atingiu 76 km duplicados na BR-101/AL/SE, sendo 50 km em AL e 26 km em SE.

PONTE – Diferentemente da estrutura antiga que, além da linha férrea, possui apenas duas faixas de rolamento, a nova estrutura é composta por quatro faixas de rolamento, além dos acostamentos com 3 metros cada. Com investimento de R$ 126 milhões, a ponte conta com 860 metros de extensão e 24 de largura que conectam os trechos duplicados da BR-101/Nordeste entre os dois estados.

As equipes do DNIT trabalharam dia e noite para concluir a execução do encabeçamento da ponte, um serviço de aterro feito nas cabeceiras da estrutura para nivelar a sua altura. O empreendimento conta também com vão livre e vegetação sob a ponte, que asseguram a manutenção do corredor ecológico para a fauna.

DUPLICAÇÃO – A duplicação da BR-101/SE é uma das prioridades do Governo Federal. Nesta quinta-feira (28) também foram entregues mais dois quilômetros de acesso à nova ponte na rodovia sergipana. Os serviços fazem parte do Lote 1, que possui um total de 40 quilômetros, dos quais 30 quilômetros já estão duplicados.

IMPORTÂNCIA – A BR-101 é o mais importante corredor logístico, social e econômico da região Nordeste. A ampliação dessa rodovia busca reduzir o tempo de viagem e diminuir o número de acidentes, além de facilitar o escoamento da produção e o turismo de toda a região.

Fonte:
https://www.revistaintermarket.com.br/governo-federal-abre-ao-trafego-ponte-no-sao-francisco-apos-retomada-das-obras-de-duplicacao-da-br-101-nordeste/