Domingo, 18 de abril de 2021
DNIT inicia serviços para resgatar navio que afundou em 2015 no Pará

Embarcação transportava cinco mil bois vivos e 700 toneladas de óleo

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) inicia, nesta semana, operação para retirada da estrutura do navio Mv Haidar, que naufragou em 2015, no porto de Vila do Conde, localizado em Barcarena, no Estado do Pará. A Autarquia é responsável pelo serviço de reflutuação para recuperar a estrutura, a fim de restaurar as condições de trafegabilidade no local.

As equipes do DNIT atuaram em conjunto com a Marinha do Brasil, Secretaria de Meio Ambiente do Pará (Semas), Companhia Docas do Pará (CDP) e a Capitania dos Portos com o objetivo de obter a autorização para que o trabalho seja realizado de acordo com as legislações ambientais, portuárias e de segurança do trabalho. O plano de controle ambiental para a flutuação da embarcação e segurança ambiental da operação foi aprovado pela SEMAS no final de 2020 e pela Marinha em fevereiro deste ano.

Com o sinal verde para iniciar os serviços de remoção da estrutura, que se encontra submersa no rio, as equipes do DNIT planejam concluir os serviços de reflutação e remoção no segundo semestre deste ano. O investimento corresponde a R$ 51,2 milhões.

Com a retirada da estrutura localizada no berço 302, no porto de Vila do Conde, será possível ampliar a quantidade de embarcações que utilizam o local.

O navio Mv Haidar, de bandeira libanesa, afundou em 6 de outubro de 2015. A embarcação transportava cinco mil bois vivos e 700 toneladas de óleo para a Venezuela.

Fonte:
https://www.revistaintermarket.com.br/dnit-inicia-servicos-para-resgatar-navio-que-afundou-em-2015-no-para/