Domingo, 18 de abril de 2021
Demanda da Petrobras muda cenário na construção naval

O presidente do Sinaval (Sindicado Nacional da Indústria de Construção e Reparação Naval e Offshore), Ariovaldo Rocha, informou que a demanda por plataformas de petróleo anunciadas pela Petrobras muda o cenário em estaleiros locais e internacionais.  Segundo ele, serão mais 15 plataformas necessárias até 2020, além das 16 em construção no Brasil. Até 2030, diz, a demanda é de mais 41 plataformas.

“Um novo formato será necessário para a colaboração entre estaleiros locais e internacionais para atender a demanda”, disse Rocha.

O Sinaval apresentou o Cenário da Construção Naval do 1º Semestre de 2014, mostrando um setor consolidado, com a geração de 81 mil empregos, uma carteira de encomendas com cerca de 400 projetos. “Os estaleiros brasileiros são empresas sólidas, com ativos valorizados. Existem problemas pontuais que terão soluções de mercado. O Sinaval está empenhado em atender as metas da Petrobras de aumento da produção brasileira de petróleo”.

A carteira das principais encomendas dos estaleiros brasileiros é expressiva. A perspectiva é de aumento dos contratos de construção. O setor apresenta resultados positivos, com crescimento superior a 19% ao ano, desde 2004, segundo dados do IPEA. A Petrobras realiza o maior projeto de investimentos e exploração e produção de petróleo no panorama mundial. “Os desafios são grandes, principalmente do aumento de produtividade e da formação de recursos humanos.”

https://www.revistaintermarket.com.br/demanda-da-petrobras-muda-cenario-na-construcao-naval/