Carlos Nobre participa do Roda Viva e fala sobre proposta para Amazônia

17/10/2019 14:10 • Eventos

CIENTISTA BRASILEIRO, QUE ESTEVE NO SÍNODO NO VATICANO, É O CONVIDADO DO PROGRAMA NESTA SEGUNDA-FEIRA (21/10)

Na segunda-feira (21/10), o Roda Viva entrevista Carlos Nobre, um dos cientistas brasileiros mais conhecidos no exterior, que acaba de participar do Sínodo da Amazônia, no Vaticano. O programa apresentado por Daniela Lima vai ao ar a partir das 22h, na TV Cultura. A entrevista também pode ser acompanhada no site da emissora, TwitterFacebookYouTube e no aplicativo Cultura Digital.

Graduado em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica, Nobre tem doutorado pelo Instituto de Tecnologia de Massachussets, MIT. Foi um dos autores do Quarto Relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas-IPCC, que recebeu, junto com a equipe envolvida, o Prêmio Nobel da Paz, em 2007. Atualmente, é pesquisador sênior do Instituto de Estudos Avançados da USP e coordena o Projeto Amazônia 4.0, iniciativa que se destina a transformar a floresta num centro tecnológico e de empreendedorismo sustentável.

Na proposta que o climatologista levou, no último dia 9, ao Sínodo da Amazônia, que se realiza no Vaticano, ele chama a atenção para a oportunidade de desenvolver um novo paradigma sustentável, aproveitando que o valor da floresta de pé, muito maior do que derrubada para a produção de commodities baratas. Pela primeira vez, segundo o documento, surge a oportunidade de desenvolver bioindústrias na Amazônia em várias escalas, desde a local, em pequenas comunidades, até em cidades, visando agregar valor aos produtos da região. Ao utilizar a ciência e as tecnologias avançadas, esta nova abordagem pode salvar a floresta, proteger os ecossistemas Amazônicos, os povos indígenas e as populações tradicionais.

O programa conta com uma bancada de entrevistadores (que será informada em breve) e a participação do cartunista Paulo Caruso.