Programa de Excelência operacional da PÖYRY

A Pöyry, multinacional finlandesa de consultoria e serviços de engenharia, apresenta o seu Programa de Excelência Operacional para auxiliar as empresas de Celulose e Papel a melhorarem seus processos industriais. O programa tem potencial de reduzir o custo de produção da tonelada de celulose entre 20 a 50 euros, assegurando uma importante vantagem competitiva no mercado internacional de celulose.

Na avaliação de Gabriel Sousa, Principal Consultant da Pöyry Management Consulting (ramo de consultoria de gestão da Pöyry), a indústria brasileira de celulose já alcançou um estado de maturidade comparável ao dos países mais desenvolvidos. “No entanto, mesmo plantas que iniciaram a operação recentemente, e que, portanto, contam com equipamentos novos, nem sempre conseguem extrair o desempenho máximo devido a ineficiências dos processos de produção e de gestão”, explica, ao destacar que é necessário avaliar cada um dos processos envolvidos, e até mesmo a produção como um todo, para identificar pontos de melhoria que permitam reduzir custos, evitar perdas e otimizar a produção. “Muitas das melhorias que identificamos não requerem custos de investimento”, afirma.

No programa da Pöyry, uma equipe multidisciplinar realiza um diagnóstico completo, que vai desde o processamento inicial da madeira até a elaboração do produto acabado, passando pela análise de consumo de químicos, geração de energia e eficácia dos processos de manutenção. Processos e situações de monitoramento e controle de toda planta, bem como a logística de armazenamento também são avaliados. O objetivo é identificar ineficiências, perdas potenciais e propor ajustes que possam ser realizados, sem o recurso a investimento.

As oportunidades levantadas são, então, ranqueadas, levando em conta os resultados que podem ser alcançados em função das melhorias propostas; e considerando ainda o tempo necessário para sua implantação. O diagnóstico com as sugestões de melhorias é então apresentado ao cliente, e, caso ele decida adotar alguma – ou todas – as medidas sugeridas, o projeto é então detalhado e colocado em prática.

“Todo o levantamento é realizado em um prazo máximo de seis a oito semanas. Nosso diferencial está associado ao fato de podermos avaliar, simultaneamente, os processos de gestão e a componente técnica, abordagem que nossos clientes consideram única”, afirma Sousa.

Já o prazo médio de implantação das melhorias, dependendo da decisão do cliente e da complexidade do processo, pode ficar entre 12 e 18 meses. O consultor destaca que identificar o potencial de eficiência é relativamente rápido, mas é um passo essencial para a implantação já que não se pode buscar a otimização de algo que não se conhece. “Já a captura dessa eficiência perdida não é um processo simples. Por isso, muitos dos nossos clientes buscam o nosso apoio durante esse período.”

Além de ajudar as empresas a identificar e avaliar desperdícios, propor soluções, acompanhar a adoção de ações corretivas e medir os resultados alcançados, o programa funciona como importante aliado das fabricantes na busca pelo uso mais racional dos recursos energéticos e de matéria-prima, e aumento da eficiência da produção, objetivando a redução de custos e ganhos em competitividade.

Com 50 anos de experiência, tendo atuado em mais de 400 projetos – cerca de 90% das plantas de celulose e papel no mundo –, os especialistas da Pöyry têm profundo conhecimento de toda a cadeia da indústria florestal, que abrange desde a produção da matéria-prima até o produto acabado, para fornecer subsídios que os clientes necessitam para suas decisões de investimento e de melhoria operacional, a partir de um know-how que abrange as áreas de negócio, processos e tecnologia.

Sobre a Pöyry

A Pöyry é uma empresa multinacional de engenharia e consultoria, que atende, globalmente, a clientes no setor industrial e de energia, e presta serviços localmente a diversos mercados estratégicos. Com atuação focada em qualidade e integridade, realiza consultoria técnica e estratégica e serviços de engenharia sustentados por uma vasta experiência e capacidade de implantação de projetos. Atua nos segmentos de energia (geração, transmissão e distribuição), florestal, papel e celulose, químicos e biorrefinaria, mineração e metalurgia, infraestrutura e água.

No Brasil, a Pöyry iniciou atividades em 1974, tendo criado a sua subsidiária brasileira em 1999. Nesse período, aumentou o seu escopo de atuação, ingressando ainda mais nas áreas de consultoria e gerenciamento de projetos, além dos serviços de engenharia de fábrica. Atualmente, conta com mais de 500 colaboradores no País e atende clientes de diversos setores.

Globalmente, a empresa possui cerca de 6 mil especialistas, além de uma extensa rede de escritórios locais. O faturamento do grupo em 2016 foi de 530 milhões de euros, e as ações da empresa estão cotadas na bolsa NASDAQ OMX Helsinki.

Siga a Pöyry nas redes sociais: Facebook, Linkedin, Twitter e YouTube.
Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *