Presidente da Petrobras vê prejuízo se Petrobras explorar todos os campos do pré-sal

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, ressaltou que as novas regras para exploração de campos de petróleo na camada do pré-sal vão evitar prejuízo à estatal e aos contribuintes. Em entrevista ao Gaúcha Atualidade, Parente estimou que quase metade da exploração total de um campo hoje retorne à sociedade na forma de impostos. Segundo o presidente da Petrobras, a exploração de cada campo de petróleo custará US$ 10 bilhões, algo inviável para uma empresa com sérias dívidas.

— O fato de a Petrobras não poder desenvolver esses campos por força das suas dificuldades financeiras significa um atraso muito grande ao país. Significa que a gente deixa de ter acesso a essa riqueza, e adia isso de uma maneira sem prazo — afirmou.

Mudanças e possibilidade de participação estrangeira na exploração de campos de petróleo na camada pré-sal estão sendo debatidos no Congresso Nacional.

Sobre a redução do preço da gasolina e do diesel nas refinarias, Pedro Parente reforçou tratar-se da nova política de preços da Petrobras e que leva em contra os preços no mercado internacional. O presidente reforçou que o grupo executivo de mercado se reunirá a cada mês para acompanhar a evolução de preços.

Pedro Parente afirmou que não cabe à Petrobras interferir no mercado dos postos de combustíveis. A redução estimada para o preço ao consumidor gira em torno de cinco centavos, tanto na gasolina quanto no diesel.

Sobre a corrupção investigada na Operação Lava-Jato, Parente disse que várias medidas foram tomadas no sentido de evitar que diretores voltem a desviar recursos da Petrobras para favorecer empreiteiras ou financiar campanhas políticas. Parente estimou recuperar financeiramente a companhia em cinco anos.

Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *