OTC Brasil reúne profissionais e estudantes da indústria de petróleo e gás em momento de retomada

Potencial lucrativo do pré-sal, mudanças regulatórias, parcerias e novas tecnologias foram alguns dos destaques da conferência

Rio de Janeiro, Brasil (25 de outubro de 2017) – A quarta edição da OTC Brasil demonstrou o otimismo que os executivos e profissionais de óleo e gás de todo o mundo tem com a retomada da indústria. Mais de 8.500 representantes de operadoras e companhias de serviço se reuniram no evento, organizado pelo Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) e pela Offshore Technology Conference (OTC), entre os dias 24 e 26 de outubro, no Riocentro, Rio de Janeiro.

Com a proximidade da 2ª e da 3ª Rodadas do pré-sal, que ocorrem nesta sexta-feira (27), executivos chave marcaram presença, na tarde de hoje (26), de um painel sobre o tema. Solange Guedes, diretora executiva da Petrobras E&P, moderou uma sessão que inclui a participação do ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, que reforçou os esforços do governo para recolocar o Brasil na rota do sucesso. “Ainda há muito a ser feito, mas a realização de eventos como a OTC Brasil mostra que estamos no caminho certo. A indústria brasileira de petróleo vai sair muito maior ao final desta semana”, disse.

No painel “Bringing together key players for the resumption of the oil and gas production process in Brazil”, os palestrantes falaram sobre como uma maior cooperação entre todos os elos da indústria é essencial para o crescimento do setor, impulsionando produção e a cadeia de suprimentos. Esse ponto foi defendido por Márcio Félix, secretário de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis do Ministério de Minas e Energia (MME), Décio Oddone, diretor-geral da ANP, Jorge Camargo, presidente do IBP e José Firmo, presidente da Abespetro, que avaliou que a busca por consenso irá acelerar a retomada dos 500 mil empregos perdidos no setor nos últimos anos. Camargo e Oddone ressaltaram ainda a necessidade de o país investir em PD&I na área de óleo e gás para aumentar a produtividade de campos já em produção e acelerar o desenvolvimento de novas áreas com o uso de tecnologias avançadas.

A programação contou ainda com almoço-palestra de Andrew Brown, diretor global de E&P da Shell, que falou sobre a competitividade nos mercados de águas profundas e shales. Segundo ele, apesar das diferenças, ambos estão se aprimorando substancialmente. “Existe uma significativa oportunidade de crescimento e um contínuo aperfeiçoamento para se manter competitivo”, afirmou.

As boas perspectivas para o pré-sal também foram destaque durante a OTC. No painel “Pre-salt development – 1 billion bbl cumulative production: concepts, implementation and first results”, Joelson Mendes, gerente executivo da Petrobras, disse que “as reservas do pré-sal excederam as expectativas”. Para ele, a área é muito lucrativa e oferece baixos custos de produção, com significativas vantagens competitivas para as empresas. Atualmente, a exploração na região é responsável por 51% da produção da estatal, enquanto os outros 49% ficam para o pós-sal e as operações offshore.

Outros eventos especiais também foram realizados durante a OTC Brasil. Entre eles, o Distinguished Achievement Awards, apresentado por João Carlos de Luca, chairman geral da OTC, e uma área de exposição com 120 companhias de 20 países.

Para João Carlos De Luca, chairman geral da OTC Brasil, a conferência foi um sucesso e aqueceu a indústria para a 2ª e 3ª rodadas do pré-sal, que serão realizadas nesta sexta-feira (27). “Tenho certeza de que a OTC Brasil gerou grandes oportunidades para toda a cadeia de valor de óleo e gás e consagrou este momento de retomada. O evento foi palco para os principais executivos das maiores petroleiras mundiais fazerem networking e discutirem o desenvolvimento de novos negócios e associações estratégicas que certamente devem acontecer entre os consórcios participantes do tão esperado leilão da ANP”, disse De Luca.

A OTC Brasil 2017 tem patrocínio da Petrobras; Total; Shell; BP; Fluor; Statoil; Baker Hughes – a GE Company; Chevron; TechnipFMC; Repsol Sinopec; Saipem; ExxonMobil; Vallourec; Galp/Petrogal; Queiroz Galvão; Flutrol; Aker Solutions; CNOCC; Subsea7; Brazil – U.S. Business Council; Firjan; e OceanPact.
Compartilhe sua experiência na OTC Brasil com #OTCBrasil e confira as redes da conferência:
Facebook: https://www.facebook.com/otcevents/
Linkedin: https://www.linkedin.com/company/3996378/
Twitter: https://twitter.com/OTCHouston