Rio Oil Gas

  Comércio Exterior | Logística | Meio Ambiente | Portos | Indústria Naval | Petróleo

 
  Buscar por em

Clipping :: 28/6/2011

Rumo Logistica apresenta projeto de negócios de R$ 1,3 bilhão

Locomotivas e vagões de alta performance, cobertura do terminal portuário em Santos e moderno terminal intermodal em Itirapina fazem parte de um consistente plano de investimentos no modal ferroviário

A Rumo Logística, empresa do grupo Cosan que é o maior player de logística do mundo em exportação de açúcar e grãos, apresentou hoje em evento em Sumaré o seu projeto de investimentos de R$ 1,3 bilhão que potencializará sua prestação de serviço logístico e mudará o modal de transporte de açúcar produzido na região Centro-Sul paulista ao Porto de Santos de rodoviário para ferroviário.

Com capacidade de recebimento e escoamento de 1 milhão de toneladas ao mês, o projeto está em linha com o Plano Diretor de Desenvolvimento de Transportes (PDDT) do Governo do Estado de São Paulo e tem por objetivo transportar 11 milhões de toneladas de açúcar/ano por ferrovia até 2013.

Hoje também foi anunciado o início das obras do terminal de Itirapina (SP). Localizado estrategicamente em um ponto que atende todas as linhas ferroviárias existentes na região, o investimento de R$ 200 milhões em Itirapina colocará o terminal na vanguarda tecnológica do setor: será equipado com sistemas especiais para que o produto transportado mantenha seu padrão de qualidade, seus armazéns contarão com técnicas de controle de pragas e de temperatura interna,  além de mecanismos de proteção do produto estocado para que as perdas por dissolução ou por dispersão aérea sejam minimizadas.

Com a migração do modal de transporte de açúcar, estima-se uma redução no número de viagens de caminhões nas rodovias paulistas, o que diminuirá a emissão de CO2 na atmosfera e colaborará com a melhor conservação das estradas estaduais. “O início das obras do Terminal de Itirapina, integrado a todas as ações da Rumo que estão em curso, mostram nosso compromisso tanto com a eficiência logística como com a melhoria das condições de vida da população” diz Julio Fontana, presidente da Rumo Logística. “Com a reversão de modais, estimamos retirar até 30 mil caminhões das estradas por mês, o que diminuirá consideravelmente a emissão de CO2”, conclui o executivo. 

Além de aquecer sensivelmente a economia do município de Itirapina e dos outros locais nas quais a Rumo está inserida, as iniciativas da companhia estão alinhadas ainda com a Política Estadual de Mudanças Climáticas de São Paulo, que prevê a redução de 20% das emissões de gás carbônico no estado até 2020.  “Juntos, trabalharemos para que o Estado de São Paulo tenha cada vez mais soluções logísticas de alto valor agregado, operando de maneira sustentável, eficiente e rentável”, acrescenta Marcos Lutz, presidente da Cosan.

Outras iniciativas do Projeto Rumo Logística:

Porto de Santos – Está sob aprovação um projeto de cobertura inédita para o terminal da empresa em Santos. Atualmente, as chuvas fazem com que o terminal deixe de operar cerca de 120 dias por ano, obrigando os navios a esperar e provocando congestionamentos de caminhões no complexo santista. Com previsão de conclusão até o final do ano que vem, a cobertura metálica cobrirá o berço de atracação do Terminal Sul, com dimensões de 138 metros de comprimento e 76 metros de altura, suportando inclinação de chuvas a 41º. Além de possibilitar o embarque contínuo de açúcar, esta estrutura será revestida com uma membrana que captará águas de reúso. A cobertura foi desenhada para atender as maiores embarcações de carga existentes, como os navios Panamax e Cape Size, que transportam de 80 até 120 mil toneladas.

Além desta cobertura inédita, a Rumo implementará no Terminal Norte um inédito Ecoloading, que consiste na instalação de uma cobertura de tecido especial retrátil que será acionada em dias de chuva, possibilitando o embarque de açúcar a granel. A Rumo Logística será a primeira empresa do país a utilizar esta tecnologia, que contará com uma estrutura de 22 m x 19 m e peso aproximado de 4 mil toneladas. A proteção será acionada por meio de cabos tensionadores e um sistema de insuflamento automatizado que manterá o tecido esticado, capaz de suportar ventos de até 72 km/h e chuvas sem limites de inclinação, já que a cobertura envolverá todo o porão do navio. Estas obras integrarão uma completa revitalização das instalações portuárias da Rumo Logística, o que resultará numa ampliação da capacidade de estoques e conseqüente melhora na qualidade de vida todos os que precisam utilizar o local.

Vagões e locomotivas – Desde fevereiro deste ano, os terminais da Rumo Logística em Santos recebem locomotivas adquiridas pela companhia. Com identidade visual da Rumo, as 50 locomotivas do modelo produzidas pela GE representam o que há de mais moderno em tecnologia, oferecendo maior potência e menor consumo de combustível. Além da aquisição destes equipamentos, a Rumo Logística conta com 739 novos vagões produzidos pela Amsterd Maxion e pela Randon, com capacidade 25% superior aos outros modelos e que comportam até 100 toneladas de açúcar cada. Com eles, o processo de descarregamento do produto é feito em até dois minutos, o que representa uma redução de  97% em relação ao tempo gasto em modelos mais antigos, que necessitam de até 90 minutos para a descarga.

Investimento em via permanente – A companhia tem investido também em melhorias na via permanente que leva até o porto de Santos, duplicando alguns trechos, expandindo e modernizando outros, em conjunto com a concessionária ALL. Além disso, estuda-se a reativação de trechos antes inoperantes, como o ramal Colômbia. Essa obra resolverá o maior gargalo ferroviário do País.

Terminais – Recém-adquirido pela Rumo, o terminal de Sumaré, onde ocorreu hoje o evento com o governador Geraldo Alckmin, tem 300 mil toneladas de capacidade em armazéns horizontais e 107 mil toneladas de capacidade estática em silos verticais, além de 300 mil metros quadrados de área para contêineres. Além deste, há o terminal de Barretos, operado graças a uma parceria com a Coopercitrus, com 2,5 milhões de toneladas de movimentação anual, e o de Jaú, com 1,2 milhões de movimentação anual.


Fonte: Assessoria


« Voltar



Anuncie aqui

Rio Oil Gas

Movimat

Sobena 2014

Última Edição
Edição 75 - 2014

Encarte Petro & Gas
Petro&Gas

ONG

Prêmio 2010


© 2007-2010. Ivamark Comunicação e Marketing. Todos os direitos reservados.
Produzido por Themaz Comunicação.